A pergunta mais importante da sua vida | Best School

Todo mundo quer se sentir bem. Todo mundo quer viver uma vida despreocupada, feliz, se apaixonar e ter relacionamentos incríveis, estar em forma e ganhar dinheiro e ser popular, respeitado no círculo social e admirado. Todos gostam disso e é fácil gostar disso.

Se alguém te perguntar: “O que você quer da vida?” Você irá responder algo como: “Eu quero ser feliz e ter uma ótima família e trabalhar no que eu gosto“, é tão onipresente que nem sequer significa nada.

Uma questão interessante, aquela que talvez você jamais tenha considerado antes é se perguntar qual dor você quer na sua vida? Pelo que você está disposto a lutar? Porque isso parece um fator determinantemente maior sobre como nossas vidas acabam.

Todo mundo quer um trabalho incrível e independência financeira, mas nem todo mundo está disposto a trabalhar 60 horas por semana, perder férias, finais de semanas e horas valiosas com as pessoas que ama. As pessoas querem ser ricas sem correr o risco, sem sacrifício, sem a gratificação tardia necessária para acumular riqueza.

Todo mundo quer um ótimo relacionamento, mas nem todos estão dispostos a ter conversas difíceis, abrir mão da própria vontade, sacrificar o próprio espaço e tempo pelo outro. Porque a felicidade requer luta. Este é o efeito colateral positivo de manipular o negativo. Você só pode evitar experiências negativas por tempo suficiente antes de voltar a viver.

Para que você conquiste os benefícios de algo bom da vida, você também deve querer os custos. Se você quer o corpo de praia, você precisa querer o suor, a dor, acordar mais cedo e as dores de sentir fome. Se você quer um iate, você também tem que desejar as noites de trabalho, os fins de semana e abrir mão de tempo com entes queridos.

Se você está querendo algo mês após mês, ano após ano, e ainda nada aconteceu e você nunca se aproxima disso, talvez o que você esteja desejando seja uma fantasia, uma idealização, uma imagem e uma falsa promessa. Talvez o que você quer seja simplesmente gostar de querer.

Quem você é, é definido pelos seus valores e pelo que está disposto a lutar. As pessoas que gostam de ir para a academia são as que tem os melhor corpos. As pessoas que gostam de trabalhar, independentemente da hora e do dia, estão entre as que se movem pra cima na escada corporativa.

Este não é um apelo à força de vontade. Esta não é a outra advertência do “no pain, no gain”.

Este é o componente mais simples e básico da vida: nossas lutas determinam nosso sucesso. Então escolha suas lutas com sabedoria.

Esta publicação apareceu originalmente no MarkManson.net

 

Conheça nossos serviços de Coach